Junta de Freguesia de Lousa
Consultar Número de Eleitor
História

Pertencente ao concelho de Loures, distrito de Lisboa, a freguesia de Lousa dista da sede concelhia cerca de 10 quilómetros, estando situada num vale, nas margens da ribeira de Sacavém; tem por orago S.Pedro celebrado anualmente no mês de Junho.

A respeito do topónimio “Lousa”, diz a tradição que no local existiu em épocas remotas uma oficina de lousa real, dando origem ao nome da povoação. Já os autores entendidos em assuntos topónimicos defendem que “Lousa” deriva do latim “lousa” e denota um sentido claramente arqueológico, que dá a ideia de um povoamento muito antigo, atestado pela existência das grutas de Salemas que terão servido de abrigo a populações pré-históricas e as antas de Carcavelos (monumentos funerários de grandes dimensões), confirmam esta afirmação. No território da freguesia Lousa existiu também uma necrópole pré-romana, muito provavelmente construída por populações neolíticas. A antiguidade da fixação humana na freguesia encontra-se na sua própria localização, o triângulo montanhoso compreendido entre as serras da Atalaia, Carregueira e Serves, constitui um tipo de paisagem diferente de qualquer outro de Lisboa. Administrativamente, Lousa pertenceu ao termo de Lisboa até 11 de Novembro de 1853, depois ao de Olivais e desde 1886 ao de Loures, criado nesse mesmo ano e ao qual ainda pertence. A nível eclesiástico era um curato de apresentação dos fregueses, no termo de Lisboa.

Lousa - historia



Destacam-se como património cultural de maior interesse: a Igreja Paroquial, a Capela do Divino Espírito Santo, a Fonte das Escadinhas, a Quinta dos Travassos e a Quinta dos Novais. Para além destes, outros locais de interesse turístico se realçam, como é o caso do jardim público, das grutas de Salemas, das antas de Carcavelos e Salemas.

As actividades económicas que mais correspondem às necessidades dos habitantes de Lousa, são a agricultura, na qual se destaca a fruticultura, a indústria de produtos metálicos e comércio. O facto de Lousa estar situada entre colinas cobertas de arvoredo e de densos pinhais, e de nela serem abundantes os pomares e as boas águas, proporcionando um conjunto de condições bastante aprazíveis para os veraneantes que, a uma temporada de descanso no campo, o que economicamente beneficia toda a povoação.

São várias as colectividades que se destacam pelo seu desempenho na divulgação dos costumes e das tradições da povoação, pelo que destacamos: o Grupo Desportivo de Lousa, o Grupo Recreativo de Cabeço de Montachique, a União Recreativa e Desportiva da Ponte de Lousa, O Grupo Desportivo Casais do Forno, a União Recreativa e Social de Salemas, o Clube de Futebol de Montachique e a Associação Recreativa de Carcavelos de Lousa.